De torcedor para torcedor – Site não oficial

[BMF] Semana 3 – Oakland @ Denver – Equilíbrio!

27/09/2013 - 18:09


[BMF] - Semana 3 - Oakland @ Denver - Equilíbrio!

Bem, amigos da rede Broncos Brasil. Estamos aqui novamente para elegermos “O Bom, o Mau e o Feio” da semana 3. E não pensem que estou bêbado, o “equilíbrio” do qual o título fala não é no jogo, que foi uma surra para o nosso lado, muito mais aberto do que o placar final de 37 a 21 a nosso favor, mas no nosso time.


Sempre reclamei aqui que nosso time não poderia ser unidimensional. Peyton Manning é um gênio, mas até pra ele fica difícil sozinho. Se as defesas se abrem para proteger o passe, o box fica mais leve, permitindo corridas. Até a semana dois, apenas Moreno tinha mostrado algo. Neste último jogo, todos os RBs mostraram esse algo. Com isso, o time fica equilibrado, e esse equilíbrio apavora ainda mais os oponentes.

Ataque

Nosso ataque foi bem. Peyton Manning foi quase perfeito, 32 de 37 passes, sendo que na verdade 4 dos cinco incompletos foram considerados pelo Pro Football Focus como drops. Ou seja, ele errou apenas um passe o jogo todo. Chegou a 3 TDs e bateu o recorde de Brady de 11 em 3 jogos. Mais legal ainda, se ele mantiver uma média de 3 TDs por jogo (algo bem provável), ele quebrará o recorde de TDs totais na temporada, também do Giselo. Atualmente, é de 50. Se ele fizer isso, chegará a 51.

Nossos receivers mais uma vez foram bem, todos foram. Decker arrebentou, recebendo todos os 8 passes em sua direção, para 133 jardas e um TD. A recepção na qual ele botou o cornerback do Raiders pra dançar foi linda demais. Os Thomas’es jogaram bem também, com Julius marcando mais um TD, e Demariyus com quase 100 jardas. Welker desta vez foi bem, com mais de 80 jardas e um TD. É o quarto TD dele no ano, uma marca maior do que qualquer uma que ele teve com Brady e os Patriots. E foi o quinto jogo seguido com um TD recebido, empatando com seu ex-companheiro Gronk pelo recorde entre os jogadores ativos. Mais um jogo com TD, e ele se isola com 6. E pela primeira vez na história, um time tem 3 WRs no passo para terem 100 passes recebidos e 1000 jardas. Seria lindo!

No jogo corrido, finalmente temos um jogo. Se por um lado me chateia, por eu confiar muito em CJ Anderson, e querer que ele tenha uma chance, por outro, me deixa feliz termos finalmente atingido um equilíbrio. Nosso Cérberus estava tão faminto que os três tiveram que jogar jo-ken-pô pra decidir quem marcaria um TD (Hillman ganhou).

Hillman, por sinal, foi sensacional. De longe, sua melhor exibição. Mesmo tirando sua maior corrida, ele ainda fica com uma média de quase 6 jardas por carregada. Montee Ball foi bem também, até largar a carne de novo. Mas ele sabe que errou, e segundo sua mais recente postagem no blog do DenverBroncos.com, ele já fez um trabalho pessoal pra resolver isso, assim como Demariyus Thomas o fez ano passado. Espero que tenha resultado. Lembrando que Thomas também teve dois fumbles em jogos seguidos, em situações bem piores que as que Ball passou, e melhorou bastante. Falando de número, 5,5 jardas por carregada não é nada mal. Moreno também teve uma boa participação. Os três juntos correram para 166 jardas. E quando Mitch Unrein se alinha para ser fullback, esquece, ninguém passa por ele.

O que mais me agradou foi o equilíbrio no time. Tivemos 37 jogadas de passe e 35 corridas. Quase 50/50. Se nosso monstro de quatro cabeças (sim, considero o CJ parte disso) realmente se afinar, adversários já passarão a se planejar para a semana seguinte, sabendo que perderam o jogo contra nós. Outra coisa que gostei é que começamos o jogo rápido. Nas primeiras 5 posses foram 2 TDs, 2 Field Goals e só um punt. Bem melhor que nos jogos anteriores.

A maior preocupação do ataque era a ausência de Ryan Clady. Chris Clark teve um teste de fogo e se saiu bem. Permitiu um sack, que causou um fumble de Manning, mas, segundo o técnico, a culpa foi da chamada da jogada, que o prejudicou. Fiquei feliz em vê-lo não cometer erros mentais na posição.

Defesa

“Oakland tem o melhor jogo corrido da liga, Darren McFadden corre muito, Terrelle Pryor é ótimo no scramble…” blablablá sem noção. O “melhor jogo corrido da liga” se resumiu a 49 jardas, 36 delas pelo QB, que por sinal terá um bom futuro, caso se lembre do seu nome algum dia, depois da pancada que levou do Woodyard. McFadden? 9 jardas. Continuamos a melhor defesa contra o jogo corrido. Teremos um bom teste para ter certeza disso no próximo jogo contra o Eagles, mas confio nos nossos defensores.

Sem Champ, Miller, e depois Ihenacho e Carter, a defesa ficou bem prejudicada, especialmente no segundo tempo. Mas ainda assim, deu conta do recado na maior parte do tempo. Só relaxou bastante no fim do jogo, e permitiu que os Raiders chegassem aos 21 pontos.

Special Teams

Nada demais desta vez. Prater continua 100% no ano, tendo acertado os 3 FGs e os 4 extra points que teve no jogo. Holliday não teve nenhum retorno muito longo, mas sua tomada de decisões está cada vez melhor. Ele já entende que quando a bola está perto da endzone nossa, e tem 3 jogadores adversários em cima dele, o melhor é deixar a bola passar para touchback.

Britton Colquit praticamente assistiu ao jogo de camarote, tendo tido apenas um punt o jogo inteiro, que foi colocado dentro da linha de 20 jardas adversária, como tem que ser. Deve ser bom jogar num time que não punta, né?

Enfim, o jogo foi muito positivo, e, apesar do placar, foi bom. Estamos mimados demais, e queríamos uma surra histórica, mas vencemos um rival de divisão, assumimos a liderança da mesma, agora vencendo o tie-breaker contra o Chiefs, estamos apenas à espera dos playoffs, com um time que tem tudo para fazer 19-0 no ano, e se igualar ao Dolphins no posto de time campeão invicto.

No próximo domingo, pegaremos os Eagles e seu ataque supersônico, que tem mais velocidade que o nosso em apenas alguns segundos em média, mas peca bem mais na eficiência. Temos tudo para vencermos.

Só faltam 16 jogos.

E agora:

O Bom, o Mau e o Feio

O-Bom

O vencedor d’O Bom da terceira semana é… Ronnie Hillman!
Nosso pequeno polegar correu bem por dentro, por fora, teve ótimas leituras, muito mais rápidas do que antes, não largou a carne, ganhou no Jo-Ken-Pô e marcou um Touchdown. Espero vê-lo assim mais vezes, principalmente agora que CJ está de volta aos treinos, e pronto para tomar a posição de alguém.

O-Mau

O vencedor d’O Mau da terceira semana é… Montee Ball!
Como eu disse, ele fez um bom jogo, correu bem, teve uma boa média. Mas largou a carne de novo. E isso não pode.
Realmente espero que ele melhore. Não podemos ter um novo Willis McGahee, que corre bem, mas que tínhamos que prender a respiração toda vez que ele estava com a bola, sabendo que ela poderia cair a qualquer momento.

O-Feio

Foi uma votação apertada entre o escolhido e o fumble de Ball. Mas com 19 votos contra 15, o vencedor d’O Feio da terceira semana é… deixar o Raiders marcar 21 pontos!
Os 3 TDs que sofremos foram feios. No primeiro, DRC e Ihenacho se trombaram, um tirou o outro da jogada, e, com isso, eles marcaram.
O segundo foi feio porque veio de um Running Back. McFadden pode não ter feito muito pelo chão, mas deu um belo passe, numa trick play bem feita. Na verdade, levando em conta o trabalho dele na faculdade, onde marcou sete touchdowns lançando a bola, é estranho pensar que esse foi apenas o primeiro dele como profissional.
O terceiro foi feio porque veio do fumble de Ball. Já demos muitos pontos pros adversários por causa de fumbles, isso tem que acabar.

That’s all, folks, espero que tenham gostado.

Um abraço, e até a próxima.

#GoBroncos!

Este post não necessariamente representa a opinião
do BroncosBrasil.com, mas unicamente de seu autor.

1 comentário

  • Espero que o Montee Ball tenha finalmente entendido que precisa colocar a mão esquerda embaixo do braço direito quando está carregando a bola vai receber contato!

Deixe seu comentário


cinco − 5 =

Curta o BBr no Facebook

Aposta 10

Comentários +Recentes

Grupo do Facebook

Siga o BBr no Twitter