De torcedor para torcedor – Site não oficial

Confissão de um torcedor mimado do Denver Broncos

25/09/2013 - 13:30


Confissão de um torcedor mimado do Denver Broncos

Olá, amigos, como vão? Ainda felizes com a vitória? Ou irritados por não terem visto 75 pontos no placar? Sinto que estamos bastante mimados em relação ao nosso time. Muitos aqui nunca viram-no passar por período de seca, nunca viram Kyle Orton e companhia limitada, nunca sentiram as tristezas de ver seu time com a segunda pick geral do draft.

E isso tudo faz com que nós fiquemos, sim, mimados, e de mimimi quando o resultado do jogo não é como esperávamos. E navegando por aí, percebi que esse sentimento não é só nosso. Torcedores mais antigos do time também passam por isso. E conversando com o Doug Lee, principal escritor do meu segundo site predileto sobre o Denver Broncos (o primeiro é este, obviamente), It’s All Over, Fat Man, ele me permitiu traduzir para vocês seu depoimento sobre o assunto. Vamos a ele, então?

Boa tarde, torcedores dos Broncos. Era óbvio que isso aconteceria, especialmente quando o quarterback do seu time é Peyton Manning ou Tom Brady. Ou John Elway.

Mesmo assim, tenho que admitir que venho sentindo uma pontada de remorso por ter meus pensamentos dominados pelo que poderia ter sido para o Denver no jogo de segunda contra o Raiders. É desta forma que torcedores do Colts e do Patriots vêm se sentindo nos últimos 12 ou 15 anos.

Parando pra pensar, eu provavelmente estava com expectativas igualmente ridículas para os Broncos em 1998, e esperei 15 anos pela oportunidade de agir novamente como um moleque mimado.

Eles deveriam ter marcado mais de 50 pontos… impedido o Raiders de marcar… sem punts… sem faltas… sem drops…

Sério, há algo pior que um torcedor assim?

Uma coisa é você ouvir dos jogadores que eles ainda veem espaço para melhoria. Isso é esperado num time liderado pelo mais notório perfeccionista na história dos esportes.

Queremos que os Broncos se mantenham motivados e, claro, não fiquem satisfeitom em derrotar facilmente um dos piores times da liga, num jogo em casa.

Mas há algo de errado em querer mais, enquanto tudo o que vem sendo escrito é que Peyton tem jogado em um nível completamente diferente, e está no caminho para a melhor temporada feita por um QB na história. Ou até mesmo que o ataque do nosso time é imparável, indescritivelmente incrível, e que já parece ser o melhor ou mais intimidador na história da NFL.

Alguns já olham direto para daqui a 4,5 meses, para o Super Bowl, chamando os Broncos de “o time mais completo da liga“, e declarando que sua grandeza só poderá ser validada por um troféu Lombardi. E enquanto isso, nosso time está no caminho de arrebentar com diversos recordes da NFL, e é o atual número um da liga em jardas ganhas, first downs, jardas de passe, touchdowns e interceptações, além de ter a melhor eficiência ofensiva medida entre a porcentagem de turnovers por pontuação. Estamos no topo de todas as estatísticas por campanha do Pro Football Ratings: posição de campo e tempo, jogadas e pontos por posse.

A defesa do Denver também é a número um em todas as métricas por campanha, assim como taxas de pontuação e turnovers. Também está no topo da liga em jardas corridas, interceptações e jardas corridas por tentativa.

A realidade é que estamos vendo um começo histórico de uma temporada que pode até mesmo chegar a fazer aquele time de 1998 parecer um bando de crianças no jardim da infância, em comparação.

E ainda assim, estou aqui, lamentando sua não-perfeição.

Mesmo que Manning permaneça conosco por mais temporadas, são grandes as chances de que nossa espera para que os Broncos retornem a esse nível de dominação será mais longa do que os 15 anos que se passaram desde 1998. Na verdade, provavelmente nunca acontecerá de novo.

Então, aqui vai um conselho – para mim principalmente, mas também para todos os que estão se sentindo desse jeito (eu sei que vocês estão aí):

Apreciem esses Broncos, e Manning.

Saboreie cada gesto e ajuste antes do snap, seu jogo de pés frenético, e cada lançamento perfeitamente feito.

Peyton irá dizer a nós todos os dias que ele, e todo o time, podem melhorar.

Mas verdadeiramente, é muito difícil de ser melhor que isso.

Bom, pessoas, esse foi o texto do Doug.
É o texto de um cara que torce para os Broncos desde criança, que vive o dia a dia desse time desde sempre, que viu de perto Elway e os Broncos serem bicampeões do Super Bowl. E que ficou mimado à época, e ficou mimado agora de novo.

Não sejamos bebês mimados e chorões. Sigamos o conselho dele, e vamos saborear cada show que eles têm para nos oferecer. E, quem sabe, celebremos todos juntos, torcedores de aqui e de acolá, mais um ou dois títulos.

E queria novamente agradecer ao Doug Lee e à toda a equipe do IAOFM por terem nos permitido trazer este texto para vocês.

Um abraço, até a próxima e #GoBroncos!

Este post não necessariamente representa a opinião
do BroncosBrasil.com, mas unicamente de seu autor.

7 comentários

Deixe seu comentário


oito + 3 =

Curta o BBr no Facebook

Aposta 10

Comentários +Recentes

Grupo do Facebook

Siga o BBr no Twitter