De torcedor para torcedor – Site não oficial

[BMF] Denver @ NE – De volta ao Tebow Time

30/11/2013 - 22:00


Como nos tempos de Tebow, a defesa e o jogo corrido foram o foco... E perdemos.

Parecíamos estar de volta aos tempos de Tim Tebow. A defesa tendo prioridade em marcar pontos, o jogo corrido carregando o time nas costas, eventuais passes quando estávamos no desespero. E uma derrota para o New England Patriots.

Von Miller, amigo pessoal de Tebow, teve um jogo dominante, como foram os seus no primeiro ano de liga, ano em que o virgem era nosso QB e nos levou aos playoffs por milagre. Mas fomos vencidos por Tom Brady e os Patriots, mesmo depois de termos ido para os vestiários vencendo por 24-0.

Sendo assim, quem merece os prêmios do dia?

O-Bom

O vencedor d’O Bom da semana é… Knowshon Moreno!

Mais uma vez, ele carregou o piano, tendo o melhor jogo da sua carreira. Com 224 jardas e um TD, ele teve a melhor performance de qualquer RB na semana. Com Tebow, ele era backup de Willis McGahee, mas este ano vem provando que não é um bust.

Menção Honrosa para Von Miller, que simplesmente arrebentou e mandou um belo “cala a boca” para todos os que disseram que ele estava lento demais. Os primeiros 14 pontos foram causados por Miller, ao retornar um fumble pra TD e forçar outro.

O-Mau

O vencedor d’O Mau da semana é… Adam Gase!

Ele é nosso coordenador ofensivo, e o responsável por decidir boa parte das jogadas. Se Peyton Manning tem liberdade para mudar as jogadas na linha de scrimmage, ele ainda se subordina aos técnicos. Tanto é que várias vezes este ano, ele já demonstrou querer arriscar nas quartas descidas, e saiu de campo irritado por não deixarem. E Gase fez um plano de jogo completamente errado. Mesmo vencendo por 24 no primeiro tempo, eu me preocupava com a falta de ritmo de Manning, e sabia que, com Brady e Belichick do outro lado, precisávamos mais do passe. Ele é Manning, não Tebow, Gase!

Menção Desonrosa para Trindon Holliday! Mais uma vez, ele falhou em dar segurança ao retorno. E uma bola de neve aconteceu depois disso. Sua dificuldade em segurar a bola fez com que Tom Brady tivesse a chance de um Hail Mary no fim do primeiro tempo, numa jogada em que DRC se machucou, o que resultou em nossa secundária ser dissecada por Brady, o que resultou em irmos pra prorrogação. Como ele não oferecia segurança, Welker foi escolhido para retornar os punts depois disso, e graças à indecisão dele, a jogada no final da partida aconteceu. Tá na hora de testarmos outros jogadores para a posição.

O-Feio

Foram 37 votos, e com 30 deles, o vencedor d’O Feio foi… O time todo, por ceder 31 pontos em sequência, sem marcar nada, após estarmos vencendo por 24 a 0!

Não dá pra isso acontecer. Não quando nosso QB é Peyton Manning, não Tim Tebow. Jogamos como se a vantagem de 24 pontos fosse algo gigantesco demais para um time, como se fôssemos uma equipe mediana que precisava fazer o possível para não perder a vantagem duramente conquistada, como se a qualquer momento pudéssemos perder essa vantagem. E foi o que aconteceu. Você deve estar disposto a morrer se quiser viver. E jogar para não perder contra uma equipe desesperada… É a receita certa para a derrota.

Menção desonrosa para Welker & Carter, que cometeram uma das jogadas mais bizarras da história da NFL. Um ano depois do Buttfumble, cometemos o Buttmuffle. Socorro.

E para você? Quem merecia o BMF do jogo?

Amanhã vamos enterrar de vez a fraude que são os Chiefs.

#GoBroncos!

Este post não necessariamente representa a opinião
do BroncosBrasil.com, mas unicamente de seu autor.

Deixe seu comentário


um + 9 =

Curta o BBr no Facebook

Aposta 10

Comentários +Recentes

Grupo do Facebook

Siga o BBr no Twitter